O que é Distribuidor do Motor?

Todo o conjunto mecânico de um veículo é o que garante que o automóvel se locomova corretamente. O distribuidor do motor tem um papel fundamental nessa função garantindo que a faísca gerada no momento da queima do combustível tenha a explosão no local correta para que o seu veículo comece o movimento. Sem ele você sequer consegue dar partida no carro.

O distribuidor do motor controla o processo de produção de faíscas de modo a não deixar a explosão se alastrar para partes indevidas do carro. Ele leva tensão a criada na bobina para cada vela no cilindro. O distribuidor possuir peças menores, que com o tempo podem apresentar desgaste. Com isso, o carro passa a perder potência e ter dificuldade em ligar.

Como funciona o distribuidor do motor?

O distribuidor é a peça responsável por transferir a tensão que é feita pela bobina da ignição, para que assim as velas consigam gerar essa faísca que é necessária para o carro andar. Elas são responsáveis pela combustão nesse motor, em conjunto com outros dois elementos: o primeiro é o platinado e o segundo é o rotor.

Em resumo, a bobina de ignição irá mandar a tensão para ser distribuída e recebida pelo distribuidor. Porém, quem permite a passagem da tensão para o eixo distribuidor é o platinado, uma peça que fica em cima do eixo e do mecanismo de avanço por vácuo. A tensão, então, será passada para o eixo do distribuidor com a ajuda desta outra peça.

Não dá para entender sobre o distribuidor do motor sem buscar como funciona o platinado. O distribuidor é um tipo de eixo excêntrico com a quantidade dessas pontas iguais a quantidade dos cilindros que o motor tiver.

O que é distribuidor do motor?

O que é distribuidor do motor?

Quando um desses lados do eixo empurrar o platinado, irá fechar o contato e transferir a tensão para o rotor. O rotor irá dar direção a essa tensão para o cilindro, e com isso permitirá que dê início ao processo de combustão.

Vamos falar um pouco mais sobre o funcionamento do rotor. O carro vai acelerar e uma faísca vai antecipar, permitindo que seja possível aproveitar de forma acertada a queima do motor. Para isso é que vão existir dois tipos de avanço: o centrífugo e também o avanço a vácuo, portanto, é primordial entender tudo isso.

Quando fazer a substituição?

Antes de tudo é necessário citar que dá para substituir o rotor ou mesmo platinado, embora isso não seja o mais comum nas mecânicas de carro. É fato que com o tempo as peças começam a se desgastar, e o distribuidor não realiza sua função com tanta maestria, que é distribuir a tensão.

Devido a estes problemas, começa a haver problemas nas partidas do carro, perda de potência, falha na hora de ligar. São diversos problemas que começam a atrapalhar o indivíduo na utilização do veículo.

Frequentemente todos substituem o distribuidor do motor como um todo, porque acaba saindo mais barato e trará uma garantia maior aos envolvidos. A mão de obra é cobrada e normalmente troca-se uma peça pela outra sem que existam maiores problemas. O principal é consultar um mecânico para que o mesmo possa indicar o caminho mais acertado para você.

O serviço de instalação e troca do distribuidor deve ser feito por um mecânico, pois é um procedimento que exige um conhecimento avançado sobre carros. Porém, iremos falar um pouco sobre como fazer a instalação da nova peça. Lembrando que os distribuidores só podem ser trocados caso ainda sejam manuais. No caso de carros elétricos, mais novos, eles são acoplados a toda mecânica do veículo.

Primeiro, é necessário retirar o distribuidor antigo. É uma peça cilíndrica e grossa que fica ao lado do motor, parecendo com um cano.Vai ser necessário que você use uma luz para ajustar o tempo do motor depois que o novo distribuidor for instalado. Você achará as especificações para seu carro no Manual do Consumidor.

Retire a tampa do distribuidor e desconecte os cabos do cilindro e da bobina. O carro deve estar desligado quando os fios forem retirados. Nunca faça este processo com o carro ligado, é muito perigoso!

Marque, com uma caneta ou fita isolante, as posições dos fios e onde eles estavam conectados no distribuidor antigo. Assim, você não irá confundir na hora de instalar um novo. Marque também o encaixe e posição do rotor, que deve corresponder a posição em que o novo distribuidor será colocado. Caso seja instalado em uma posição diferente, seu carro pode nem funcionar.

Remova os parafusos do distribuidor e o retire do lugar. Caso o rotor mova, volte ele para a posição inicial. Depois, coloque o novo distribuidor no lugar, parafusando-o. Conecte todos os fios atentamente, para que não confunda os locais. Recoloque a tampa e tente ligar o veículo. Caso não ligue, pode ser que a posição do rotor está errada. A ajuste e tente novamente.

Deixe sua mensagem

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *