Carro a gás: quais as vantagens?

O custo de instalação do sistema GNV em um veículo é muito alto, e seu valor dependerá do tamanho do cilindro do automóvel. Mas será que vale a pena converter um carro para rodar com gás natural veicular, o famoso GNV?

O primeiro ponto a observar é que investimento se torna útil se o proprietário fizer trocas de veículos regulares. Para diluir o custo, o proprietário não pode vender seu carro em pouco tempo. Quanto mais rodar, mais se tornará interessante. Considere também que, se o sistema for instalado em veículos zero Km, estes perderão sua garantia de fábrica. Isso porque, as fábricas acreditam que a instalação do sistema modifica a estrutura do carro. Sendo assim, neste caso em especial, é preciso analisar com muito cuidado o que realmente vale a pena.

Por isso, é interessante avaliar as condições para que o proprietário não saia em desvantagem. Veja abaixo alguns pontos relevantes na hora de considerar rodar com gás. Você terá grande economia, mas será que ela compensa? Deixe sua opinião abaixo.

Quais as vantagens do gás?

A economia de combustível e, portanto, de dinheiro, é um dos grandes atrativos que fazem com que o carro a gás seja tão especulado por muitos motoristas. Para quem roda muito com o carro, a diferença entre os dois combustíveis é notável no bolso.

E para quem pensa que os gastos diminuem apenas em relação ao combustível está redondamente enganado. O carro a gás faz com que o óleo do motor tenha maior durabilidade em relação a outros óleos. Nota-se que a troca pode ser feita com 1000 ou 2000 km a mais de rodagem sem comprometer o sistema.

O escapamento também é beneficiado, uma vez que, o gás é um combustível que não deixa resíduos de água no escapamento, como acontece com a gasolina e o álcool. Assim, a vida útil do escapamento do veículo tende a se estender 20% mais em relação a um veículo movido com outros combustíveis.

Além disso, quem opta por um motor a gás tem sempre um sistema de injeção mais limpo, levando em consideração que este tipo de combustível é mais puro em relação à gasolina, etanol ou diesel. O carro a gás possui um menor índice de poluição em relação a outros combustíveis, se torna um modelo ecológico.

São só vantagens? Quais as desvantagens?

O carro a gás, apesar de possuir vantagens consideráveis também possui muitas outras desvantagens que podem influenciar na hora da escolha de adaptar ou não o seu veículo para este tipo de sistema.

Carro a gás GNV

Carro a gás GNV

Em termos mecânicos, o cabeçote do motor corre mais risco de trincar, pois, ele recebe mais pressão aumentando, assim, a possibilidade de aparecerem mais fissuras. Por isso, aqueles que optam por este tipo de modelo devem manter o motor sempre regulado.

Outra observação mecânica em relação a este tipo de sistema é de que, os cabos de velas se desgastam mais rapidamente do que em um sistema normal. A vida útil de um cabo de vela tende a cair pela metade: cerca de 30.000 km.

Fora isso, lembre-se que o cilindro é bastante pesado, você irá aumentar o peso carregado pelo seu carro em, pelo menos 70kg. Isso faz com que o sistema de suspensão sofra um pouco mais e você precise trocar amortecedores com mais frequência ou precisará de um reforço.

Outro aspecto a ser observado neste tipo de sistema, é o travamento das válvulas, isso pode acontecer pois os cilindros do veículo trabalham com combustível a seco. Assim, ocorre a falta de lubrificação que resulta avaria. Para que isso não ocorra, o motorista deve sempre lembrar de colocar gasolina ou álcool por 5 km todos os dias. Ocorre o risco de que a gasolina do tanque fique velha, em casos onde a gasolina fique parada pelo período de 3 ou 4 meses, o combustível se tornará imprestável.

O carro perde a potência, cerca de 4%, se tornando necessário que o condutor acelere mais para que o carro entre em movimento constante. Sendo assim, o sistema de embreagem também fica comprometido.

Sem contar que se trata de uma descaracterização do veículo que, embora possa trazer uma economia direta no bolso, pode diminuir o valor de mercado do automóvel. Dependendo do veículo, também terá o porta-malas perdido, uma vez que, o sistema a gás é instalado justamente nesta parte do veículo e ocupa um espaço considerável.

Deixe sua mensagem

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *