Vale a Pena Comprar Peças em Desmanche?

Comumente, é necessário trocar peças de carros e motos. Isto ocorre pois, com o tempo, elas sofrem desgastes, devido ao constante uso do veículo. E, para que seja mantido o bom desempenho e funcionamento de todo o veículo, é preciso que esta peças sejam substituídas e, os sistemas, restaurados. Porém, muitos proprietários, nestes momentos, optam por adquirirem peças em desmanches, já usadas. Mas, será que isto realmente vale a pena?

A principal vantagem em comprar uma peça de desmanche, ao invés de adquirir uma nova, é em relação ao preço. De forma geral, estas peças possuem preços de 35% a 50% abaixo do mercado. Mas, apesar do benefício do preço baixo, deve-se ter em mente que estas peças são de segunda mão, e, por isto, desvalorizadas. Logo, a utilização destas nos veículos novos ou que ainda estão na garantia da concessionária ocasiona a desvalorização dos carros.

E, outra questão para se ter em mente é que estas peças não são totalmente confiáveis, visto que elas já sofreram desgastes e podem ter também sofrido reparos, diminuindo a sua vida útil. Mas apesar de tudo parecer desfavorável à compra de peças de desmanche, há situações em que esta compra é justificada. Saiba abaixo quando isto vale a pena.

Peças de desmanche, vale a pena compra-las?

As peças de desmanche são aquelas retiradas dos carros que foram desmanchados, comumente em ferro-velhos ou outros locais semelhantes. Isto ocorre pois o carro pode não estar funcionando corretamente, mas, algumas de suas peças, sim. Logo, estas são retiradas, muitas vezes reparadas, e vendidas.

Como estas peças já foram utilizadas em outros veículos, elas são repassadas por um preço muito abaixo do mercado, cerca de 35% a 50% menos do que as peças novas. Isso ocorre pois a utilização destas peças desvaloriza o veículo, elas possuem vida útil menor e também podem proporcionar riscos ao motorista, visto que as peças podem apresentar defeitos inesperados.

Saiba quais as vantagens das peças de desmanche

As peças de desmanche podem valer a pena quando não desvalorizam o veículo.

Porém, também é importante mencionar que estas peças passam por uma revisão dos vendedores, antes que elas sejam vendidas a outras pessoas. Logo, apesar das peças de repasse apresentarem riscos, os compradores também possuem certa segurança de que elas estão em boas condições. E, o Código de Defesa do Consumidor também assegura certa garantia ao indivíduo, segundo o artigo 12, conforme pode-se ler abaixo.

Art. 12. O fabricante, o produtor, o construtor, nacional ou estrangeiro, e o importador respondem, independentemente da existência de culpa, pela reparação dos danos causados aos consumidores por defeitos decorrentes de projeto, fabricação, construção, montagem, fórmulas, manipulação, apresentação ou acondicionamento de seus produtos, bem como por informações insuficientes ou inadequadas sobre sua utilização e riscos.

Ainda, segundo o CDC, a empresa ou estabelecimento comercial deve proporcionar um prazo de 90 dias de garantia ao comprador, e resolver quaisquer problemas que surgirem neste período.

Não recomenda-se comprar peças de desmanche para que estas sejam instaladas em carros novos, que ainda estão na garantia de 5 anos das concessionárias. Ao fazê-lo, os carros são desvalorizados, pois eles passam a não possuir apenas peças 0 km. Assim, quando este carro for vendido novamente, ele terá um preço abaixo do mercado. Ainda, esta situação será pior caso a peça não seja nem da mesma marca que do veículo.

Porém, a compra de peças de repasse para veículos já usados pode ser vantajosa, caso o comprador tenha certeza de esta é de boa qualidade e o preço for muito mais baixo. Como o veículo usado já está desvalorizado, devido ao mercado, a mudança no preço de revenda não será extrema. Mas, é muito importante que a peça esteja em boas condições. Observe em busca de desgastes, partes trincadas, oxidação, dentre outras questões. E, sempre opte por peças de repasse que sejam da mesma marca que do seu carro, mesmo que este seja semi-novo.

Deixe sua mensagem

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *