Qual a diferença entre Lanterna, Farol, Farolete, Milha e Neblina?

Um carro possui lanterna, farol, farolete, milha e neblina. São meios de iluminação, e cada um deve ser utilizado conforme o Código de Trânsito Brasileiro, o CTB. Muitos acham que todos estes elementos são iguais ou que possuem a mesma utilidade, mas isso não é verdade.

Por isso vamos falar acerca as leis determinadas para uso e também na fabricação dos veículos, além de detalhar como cada um deve ser utilizado. Confira abaixo.

Farol

Existem diferentes tipos de farol em um veículo, que deverão ser utilizados conforme a necessidade de cada momento. O farol alto deve ser utilizado em casos onde existe baixa luminosidade, porém, onde a escuridão tomou conta. Ele possui uma lâmpada mais potente de forma a captar melhor situações que ocorrem em uma distância maior.

Ao cruzar com outro veículo, o farol ato deve ser substituído pelo farol baixo, assim como, em situações em que o carro esteja muito próximo ao veículo da frente, ele também deverá ser substituído pelo farol baixo. Este é utilizado em situações de baixa luminosidade, porém, onde a escuridão ainda não dominou. Ele aumenta assim, a luminosidade do veículo, permitindo que o motorista enxergue melhor as situações à sua frente.

Além disso, o farol baixo deve ser, obrigatoriamente utilizado em rodovias no período do dia, permitindo que os carros tenha mais visibilidade. Assim, o condutor que não respeitar essa regra pode receber uma multa por infração média.

Outras situações as quais os condutores devem ter bastante atenção são relação a faróis queimados, quebrados, desregulados, além daqueles proibidos, tais como com luz de Led e xenon. Isso pode gerar uma multa por infração grave.

diferença entre lanterna, farol, farolete, milha e neblina

Farol de carro com a seta âmbar

Farolete

O farolete, também conhecido como luz de posição, está localizado no farol dianteiro do carro, mostrando a posição do veículo. Este tipo de luz faz com que se tenha uma melhor noção do tamanho do veículo. Geralmente estão posicionadas nas laterais, na parte frontal e traseira de um veículo.

Em situações de neblina, noite e em estradas onde há pouca visibilidade, estas luzes são importantes para a segurança dos passageiros do carro. Isso porque os outros veículos conseguem identifica-lo e também manter uma distância com segurança.

Milha

Este tipo de farol é ainda mais potente que os faróis de neblina, possuem sua composição, um feixe estreito, em linha reta que estão localizados na parte da frente de um veículo.

Sua situação é para locais onde o motorista está passando por um trecho escuro e muito ruim, sendo apontados para frente, significa que sua potência é muito forte. Porém, sua utilização não pode prejudicar os outros motoristas que vem no sentido contrário

Dentro das cidades o farol de milha não pode ser utilizado, pois, isso resulta em infração grave.

Farol de Neblina

O farol comum reflete diretamente na chuva ou na neblina e assim, tende a prejudicar a visibilidade do motorista, pois, com seu excesso de brilho tende a fazer uma confusão gerando graves acidentes. Os faróis de neblina são externamente indicados, uma vez que, eles possuem aspectos que auxiliam na direção nestes casos.

Eles são instalados de forma separada dos faróis normais com uma distância de 20 a 30 cm do solo. Assim, eles são apontados diretamente para o solo de forma a iluminar a pista de rodagem para o motorista. Assim, sua função é iluminar diretamente a pista, e não os obstáculos que estão à sua frente.

As lanternas de neblina, como já citadas aqui, estão localizadas na parte traseiro do veículo de modo que o veículo seja enxergado por veículos que estão vindo atrás dele. O farol de neblina não pode ser utilizado na cidade, consistindo esta, uma infração média com multa.

Lanterna

Muitas pessoas acreditam que o farol baixo, é na verdade a lanterna, entretanto, este é um equívoco cometido por muitos. O que acontece é que a lanterna consiste em usada na parte traseira do veículo para que este possa ser enxergado em situações de pouca visibilidade.

Existe a lanterna traseira de neblina, que são posicionadas na mesma parte em que as luzes de freio, estando a 20 ou 30 cm do chão. Elas auxiliam aos motoristas que estão atrás de outros veículos a terem mais visibilidade.

Mas atenção, elas não podem ser utilizadas em meio urbano. A sua utilização inadequada pode acarretar em multa, sendo considerada uma infração média de trânsito.

A Resolução Nº 667, de 18 de maio de 2017 estabeleceu diversas novas regras para a iluminação em veículos, as quais você pode conferir aqui. Confira todas as regras, pois segundo o documento, Art. 9º,  “O não atendimento ao disposto nesta Resolução sujeita o infrator à aplicação das
penalidades e medidas administrativas previstas na legislação vigente”.

Caso alguma luz do seu carro não esteja funcionando ou você tem dúvidas sobre, procure o seu manual do consumidor ou um mecânico para que ele esclareça a situação.

Deixe sua mensagem

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *