Cera de Carnaúba é Boa? Posso Passar no Carro?

Realizar a manutenção mecânica regular do veículo é essencial para que ele mantenha o bom funcionamento, o que beneficia o dono em relação ao desempenho, economia de combustível, dentre outros aspectos. Porém, os carros também devem ter a parte externa cuidada, para que a pintura fique sempre brilhosa e não descasque. Este cuidado estético faz com que o veículo continue bonito, o que é benéfico na hora da revenda deste.

Para proteger o verniz da pintura e também resguardar o carro contra arranhões superficiais, muitos proprietários de veículos utilizam as ceras automotivas. Estes produtos são passados na parte externa do veículo, na carroceria, após a lavagem deste.

Existem diversos tipos de cera, como a líquida, em spray, em pasta e as que até são adicionadas aos sabões. E, estas ceras podem ter diferentes componentes, sendo totalmente industrializadas ou possuírem matéria-prima natural. Temos como exemplo a cera de carnaúba, feita a partir das folhas da Palmeira Carnaúba, e que é uma ótima opção para enceramento.

A cera de carnaúba é boa?

A cera de carnaúba é retirada das folhas da Palmeira Carnaúba, encontrada no nordeste do Brasil. Por isto, esta é uma cera com ingredientes naturais, como óleos vegetais, carnaúba, etc. Como os ingredientes são naturais, é quase impossível que eles prejudiquem a pintura do veículo de alguma forma, visto que não há substâncias sintéticas ou corrosivas.

Este é um produto de baixo custo, que pode ser encontrado até por R$ 20,00 no mercado automotivo. Porém, muitos fabricantes modificam a fórmula da cera pura de carnaúba, adicionando substâncias derivadas do petróleo, óleos, conservantes, dentre outros ingredientes.

A cera de carnaúba não é 100% pura, pois ela é muito dura e possui um ponto de fusão alto, o que significa que é quase impossível utiliza-la sem outras substâncias. Como a cera tem um ponto de fusão muito superior a de outras ceras, quase de 78°C, ela é ideal para o revestimento da superfície do automóvel, pois a barreira construída por ela não consegue ser rompida facilmente por água.

Conheça a cera de carnaúba

A cera de carnaúba é um ótimo produto para ser utilizado no carro, apesar da sua baixa durabilidade.

Também, este produto protege a pintura do carro em temperaturas altíssimas, evitando manchas de Sol. E, devido à grossa película formada, a cera também protege a carroceria contra a poluição, pó de ferro e contaminantes.

As ceras de carnaúba também possuem a propriedade de adicionarem um alto brilho à pintura do carro, sem deixarem um aspecto fosco. Elas dão um brilho quente e molhado, o que é extremamente bonito. Apesar do enceramento com o produto a base de carnaúba durar menos do que o realizado com produtos sintéticos, cerca de 8 semanas, no máximo, esta cera é mais resistente.

Logo, pode passar a cera de carnaúba sem medo no seu veículo, mas se atente para os produtos que mudam a cor da pintura, pois eles podem lhe desagradar.

Qual a diferença entre a cera sintética e a de carnaúba?

As ceras sintéticas são fabricadas unicamente com substâncias que não são naturais, polímeros que formam uma camada protetora no veículo. Logo, apesar do alto brilho que também conferem ao carro, elas não entregam um enceramento que parece se misturar à pintura.

Mas, uma vantagem da cera sintética em relação à de carnaúba é que a primeira possui uma durabilidade muito maior, de 4 a 6 meses, dependendo das condições que o carro está sendo utilizado. É importante lembrar que algumas ceras sintéticas, a maioria, possui silicone, o que pode reter a sujeira no veículo.

Porém, não é possível determinar qual cera é a melhor, entre a sintética e a de carnaúba, pois isto depende do que o indivíduo quer obter. Caso seja um produto natural, que mantenha um brilho molhado e não possua substâncias corrosivas ou tóxicas, a cera de carnaúba é a indicada. Mas, caso deseje um produto tecnológico, com um brilho espelhado, opte pela a cera sintética.

Deixe sua mensagem

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *