Qual o melhor momento para vender meu carro?

Você sente que seu carro não atende mais às suas necessidades e que precisa vendê-lo? Realmente é uma decisão sensata, mas antes de tomá-la você precisa ter alguns cuidados em relação ao tempo de uso de seu carro ao fazer isso. Te daremos algumas dicas sobre o estado mais favorável em que o seu carro deva estar para que seja uma venda vantajosa para você.

Queremos deixar claro aqui que o carro, ao ser vendido estará em um estado onde o comprador ainda poderá usufruir de seus serviços sem que o vendedor seja injusto, vendendo um automóvel em um estado deplorável, e também onde o vendedor não terá prejuízo, podendo vender seu carro sem tanta desvalorização. Ditas essas coisas, vamos ao conteúdo:

Desvalorização

A primeira questão a se levar em conta é a desvalorização que todo automóvel possui naturalmente. O carro desvaloriza logo ao sair da concessionária, logo, se você quiser vender seu carro 1 minuto após de sair da concessionária, saiba que o preço de venda dele abaixará bastante e estará longe do valor realmente pago.

Existe uma tabela chamada Tabela Fipe onde você pode conferir o valor que seu carro possui no mercado atualmente, considerando a média dos anúncios e negócios. Estude sempre essa tabela, e veja qual o melhor momento para o mercado e para seu bolso para seu carro ser vendido.

Lembre-se: a desvalorização de um veículo pode chegar a 30% em relação ao valor inicial em poucos anos de uso, alguns, caem até 20% em apenas um ano. Realmente um absurdo!

desvalorizacao do carro

A desvalorização do carro é um dos elementos a serem observado na venda

Manutenção

Se o seu carro passa mais tempo na oficina do que em casa abra seu olho! Este é um grande e evidente sinal de que você precisa trocar seu carro e, ou você não está fazendo um bom uso, ou há algo errado com ele.

Se o gasto que você tem com a manutenção do veículo anualmente ultrapassar 15% do valor que foi pago ao comprá-lo, é hora de trocá-lo. Entretanto, lembre-se sempre que o veículo deve estar em um estado utilizável para que ele possa ser vendido, logo, conserte tudo que for necessário antes de repassá-lo a outra pessoa.

Quilometragem

Uma das primeiras características de um automóvel que uma pessoa avalia ao estar realizando uma pesquisa de compra é, sem dúvidas, a quilometragem. O quanto o carro rodou é um dos principais indícios utilizados sobre a conservação e valor do veículo, inclusive, se vale a pena comprá-lo ou não (lembre-se do mito dos 100 mil quilômetros).

São apenas números, mas que dizem muito sobre o carro sem necessidade de palavra alguma. Pesquisas apontam que o ideal é andar 12.000 quilômetros por ano, assim seu carro não será forçado além do seu limite, consequentemente, o desgaste será menor.

Com 40.000 quilômetros, o automóvel já apresenta alguns sintomas de falhas e algumas peças precisam ser trocadas, o que caracteriza a manutenção, até este ponto é normal pois todo veículo passa por este processo, mas já devemos começar a pensar em uma possível venda. Ao chegar aos 60.000, pense seriamente em vendê-lo, pois a desvalorização irá aumentar, assim como o custo com manutenção de peças um pouco mais complexas e importantes. Se você pensa em ter sempre um carro com pouca manutenção, não permita que o carro passe de 80.000 quilômetros rodados.

Está pronto para abrir mão do seu carro?

Mostramos alguns pontos e características que todo comprador leva em consideração ao pesquisar sobre um carro, e que você deve tomar cuidados especiais por conta disso. Contudo, é sempre bom, ao vender um veículo, deixá-lo em perfeito estado, com peças novas e uma pintura de ótima qualidade, para que você possa oferecer o melhor ao cliente, e ao mesmo tempo ter a possibilidade de um lucro um pouco maior.

Vale lembrar que além de todos os pontos aqui apresentados, que você deve levar em conta, temos um artigo que fala sobre qual a melhor época do ano para realizar a venda do veículo, mostrando os meses com mais procura e maior número de vendas registradas.

Gostou do artigo? Então fique em nossa página pois temos inúmeros outros artigos sobre o mundo dos carros. Até a próxima!

Deixe sua mensagem

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *