Como Funciona o Repasse de Veículos? Como Comprar um Carro de Repasse?

Comprar um carro é o sonho de muitas pessoas. E, a maioria dos compradores optam por fazê-lo em concessionárias, seja de carros novos ou semi-novos. Estes estabelecimentos podem dar ao cliente toda a assistência necessária, caso alguma peça quebre, haja danos no motor, dentre outras questões. Porém, em algumas situações, os interessados em adquirir um veículo podem optar por não comprarem os carros em concessionárias, e sim por repasse. Os carros vendidos por repasse possuem preços muito abaixo do mercado, e, por isto, a compra destes veículos pode parecer muito mais vantajosa.

Entretanto, é preciso ter em mente que os carros de repasse possuem este nome exatamente por serem repassados aos indivíduos no estado em que estão. E, estes carros não possuem garantia de revisões mecânicas, estéticas, de motor ou de qualquer outra parte do veículo. Para adquirir um veículo de repasse, pode-se fazê-lo em sites online que são especializados nestes serviços, como a Central de Repasses, ou mesmo em estabelecimentos comerciais que utilizam este método de venda.

E, é preciso mencionar que, normalmente, as lojas exigem que os indivíduos assinem um contrato de venda atestando que os vendedores não são responsáveis por quaisquer defeitos posteriores à compra, já que foi pago um valor muito abaixo da tabela.

Veículos de Repasse

Os veículos de repasse são vendidos aos indivíduos da forma em que estão, sem que seja dada quaisquer formas de garantia sob o carro. Logo, as empresas ou o indivíduo que realizam a venda não dão qualquer suporte ao comprador, caso ocorram problemas com o motor, estética, peças, pneus, dentre outras questões.

O Código de Defesa do Consumidor (CDC) protege os clientes apenas quando estabelece-se uma relação de compra, quando esta é realizada em uma loja, concessionária, etc. Caso a compra seja realizada em uma relação particular, o CDC não protege o cliente.

Saiba o que são os carros de repasse

Os carros de repasse são vendidos sem garantia para os indivíduos.

Segundo o CDC, artigo 18, os vendedores dos produtos duráveis ou não duráveis respondem por quaisquer vícios, tidos como defeitos, que apareçam nos produtos. E, isto deve ser feito em um prazo de 90 dias, de acordo com o artigo 26. E, caso este vício não seja sanado em até 30 dias, o comprador pode pedir a substituição do produto, restituição do dinheiro ou até mesmo o abatimento proporcional do preço. Confira abaixo o artigo 18.

Art. 18. Os fornecedores de produtos de consumo duráveis ou não duráveis respondem solidariamente pelos vícios de qualidade ou quantidade que os tornem impróprios ou inadequados ao consumo a que se destinam ou lhes diminuam o valor, assim como por aqueles decorrentes da disparidade, com a indicações constantes do recipiente, da embalagem, rotulagem ou mensagem publicitária, respeitadas as variações decorrentes de sua natureza, podendo o consumidor exigir a substituição das partes viciadas.

Como pode-ser ver, os compradores podem ter aparo jurídico caso o veículo apresente quaisquer avarias, se ele for comprado em uma loja ou estabelecimento comercial. Porém, quando compra-se um veículo de repasse, os vendedores pedem que os compradores assinem um contrato isentando-os de quaisquer danos posteriores à compra. Assim, os vendedores não dão nenhuma garantia.

Entretanto, segundo a cláusula 51 do Código de Defesa do Consumidor, esta é uma prática ilegal. E, esta cláusula também torna nula as outras que exoneram os vendedores de quaisquer vícios dos produtos vendidos ou serviços prestados. Leia-a abaixo:

Art. 51. São nulas de pleno direito, entre outras, as cláusulas contratuais relativas ao fornecimento de produtos e serviços que:

I – impossibilitem, exonerem ou atenuem a responsabilidade do fornecedor por vícios de qualquer natureza dos produtos e serviços ou impliquem renúncia ou disposição de direitos. Nas relações de consumo entre o fornecedor e o consumidor pessoa jurídica, a indenização poderá ser limitada, em situações justificáveis;

Então, apesar de inicialmente se pensar que os carros de repasse não possuem garantias, isto é assegurado pelo Código de Defesa do Consumidor. Assim, de certa forma, os indivíduos interessados em comprar veículos de repasse podem fazê-lo com certa segurança.

Como comprar um carro de repasse?

A compra de repasse de veículos é feita como qualquer outro. O que se difere é relativo à garantia, sobre a qual já falamos acima. Ela pode ser feita por empresas especializadas, como a Central de Repasses. Neste site, pode-se encontrar veículos com ótimos preços.

Também, a compra de carros de repasse pode ser feita em concessionárias, que optam por este método de vendas por não acharem a venda deste carro da forma comum algo vantajoso.

Deixe sua mensagem

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *