Como Comprar um Carro Financiado Sem Entrada, É Possível?

Comprar um carro é o objetivo de muitas famílias, mas nem todas têm a condição de pagar o veículo à vista. Para solucionar este problema, existe o financiamento, em que uma instituição financeira ou bancária disponibiliza os recursos para a compra do carro. E, este valor é pago posteriormente pelo financiado. Mas, é um comum que as concessionárias peçam uma entrada de no mínimo 20% do valor total do veículo, o que pode ser uma dificuldade para muitos que não possuem dinheiro guardado para tal fim.

Porém, não precisa se preocupar, pois é possível comprar um carro mesmo que não seja dada uma entrada. Mas, é preciso que o comprador tenha em mente que as parcelas serão mais custosas, e que os juros também serão diferenciados, pois o credor não irá receber os valores inciais. Muitas empresas oferecem o financiamento de 100% do carro, como Santander, que dá ao cliente um prazo de até 60 meses para pagamento.

Para as pessoas que desejam comprar os carros sem entrada, é preciso entender se esta solução realmente vale a pena, devido aos altos juros, e também saber quais são as outras opções além do financiamento que permite a compra sem desembolsar um valor inicial.

Financiamento sem entrada

Como mencionado, é possível comprar um carro financiado sem entrada, pois muitas empresas oferecem esta opção. O Santander proporciona o financiamento de até 100% do veículo usado ou novo, em até 60 parcelas. O Banco do Brasil também oferece estas mesmas condições, com pagamento da primeira parcela ainda em 180 dias. E, o BB também tem o benefício do cliente poder escolher um ou dois meses do ano para que a parcela não seja debitada.

Porém, como o indivíduo não irá desembolsar nenhum valor inicial para compra do carro, ele será submetido juros mais altos e parcelas mais custosas, logicamente. E, por isto, este método de compra é até mesmo mais vantajosa para os credores, pois, no final do pagamento, o cliente terá quitado quase duas vezes o valor original do carro. Logo, apesar de ser possível, não é recomendado que seja comprado o veículo sem entrada pelo financiamento, pois é adquirida uma dívida muito cara.

Saiba como comprar um carro financiado sem entrada.

Saiba como comprar um carro financiado sem entrada.

Caso o comprador possa, é recomendado que ele dê uma entrada na negociação, para que as taxas e valores mensais sejam decrescidos. E, quanto maior a entrada, mais barata será a operação. Porém, caso realmente não seja possível de desembolsar um valor inicialmente, recomenda-se optar por outra operação, como o leasing ou o consórcio.

Quais são as outras opções?

O financiamento sem entrada não é a única opção para os indivíduos que não podem gastar um valor alto inicialmente. Também existem outras operações, como o leasing e o consórcio, que oferecem esta condição. Abaixo, conheça mais um pouco sobre elas.

Leasing

O leasing é uma operação que funciona com base no compartilhamento da propriedade do veículo. Nela, o veículo é pago integralmente pelo banco, e este adquire a propriedade do bem. O cliente irá pagar o carro em parcelas, mensalmente, e aos poucos também será proprietário dele. Porém, o cliente só será dono, integralmente, do veículo quando finalizar o pagamento, o que pode demorar anos.

Apesar deste ser um aspecto que possa parecer ruim para muitos indivíduos, o leasing é uma alternativa interessante pois oferece taxa de juros menores e é uma operação mais barata que o financiamento. Isso porque o banco não irá correr grandes riscos, visto que o veículo estará em sua propriedade.

Porém, caso você seja uma pessoa que goste de trocar de carro anualmente, adquirindo sempre o modelo do ano, o leasing não será uma boa opção pois a troca será complicada, visto que a guarda do veículo é compartilhada.

Consórcio

O consórcio é a opção mais viável financeiramente, visto que não há juros, apenas as taxas de administração da empresa que está responsável pela organização da operação. Assim, esta é a opção que irá trazer menos gastos adicionais para o cliente, além do próprio valor do carro.

Porém, o consórcio possui uma desvantagem acentuada no que se trata do recebimento do carro e do dinheiro. Os participantes do consórcio irão pagar as parcelas mensalmente, e cada mês um será sorteado para receber a quantia total. Assim, deve-se esperar o seu sorteio para adquirir o dinheiro e, depois, comprar o carro. Mas, caso o indivíduo não tenha pressa, esta é a melhor solução.

 

Deixe sua mensagem

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *