O que é Servo Freio?

O sistema de freios ou sistema de frenagem de um carro não pode falhar, pois, quaisquer acontecimentos que envolvam falhas podem causar graves acidentes. E, para evitar problemas tão graves no sistema, indústria automobilística tem evoluído: além da introdução no sistema de frenagem do freio de disco, existe mais uma peça que passou a compô-lo: o servo freio.

A função do servo freio é de extrema importância para o sistema. A peça faz com que a força colocada no pedal de freio seja multiplicada, proporcionando assim, mais conforto e segurança ao condutor. Este item do sistema tem sido utilizado em veículos de passeio e possui poucas diferenças funcionais. Confira abaixo mais sobre o funcionamento do servo freio.

Como funciona um servo freio a vácuo?

Um servo freio a vácuo funciona através da sucção gerada pelos pistões, de modo a queimar o combustível no interior do motor com ajuda da pressão atmosférica. Este tipo de item possui câmaras que se separam por um embolo, um diafragma e uma passagem que é controlada por uma válvula.

O resultado é que, neste sistema, ao pisar no freio, o motorista fecha a passagem entre as duas câmaras, ao mesmo tempo em que é aberta uma passagem de pressão atmosférica. Assim, o embolo é empurrado para frente, de forma que consegue acionar o cilindro mestre. Dessa forma, então, é possível amplificar a força do pedal.

O sistema é formado por algumas peças. São elas a tampas, diafragma, a haste de entrada e de saída, a válvula de retenção e o disco de reação.

Cuidados que devem ser tomados com a peça

O que é servo freio

Visão interna do servofreio

A peça não exige cuidados especiais de manutenção e não precisa atenção e cuidados, exceto quando chega a hora da troca pelo desgaste natural, uma vez que, o tempo de uso pode chegar a cerca de 120 mil Km, é algo com que não há necessidade de preocupação. Mas esta condição vai depender muito do modo em como o carro é dirigido, as estradas em que esse carro passa todos os dias.

Alguns mecânicos, apesar de saber do seu papel fundamental, acabam se esquecendo dela na hora da manutenção, por isso, ela só é lembrada quando apresenta de fato, problemas.

Sintomas que indicam que o servo freio precisa ser trocado

Como já foi dito, muitas vezes, este item é esquecido na hora da manutenção. Entretanto, o primeiro sintoma de que algo está errado com o sistema de frenagem e com a peça consiste no pedal do freio duro. O pedal do freio duro indica que o diafragma do servo está rasgado, e, assim, existe a entrada de ar no freio, exigindo maior pressão para aciona-lo.

Algumas das causas do pedal duro são a articulação emperrada, servo freio com vazamento, obstrução na fonte de vácuo ou na entrada de ar do servo, cilindro mestre emperrado, mangueiras ou outros tubos obstruídos, lonas ou pastilhas vidradas ou de má qualidade e o motor gerando baixo valor de vácuo. Para cada uma destas complicações existem as soluções.

Mas, atenção, nenhum item deve ser consertado separadamente, uma vez que o servo freio possui um conjunto de lacres e tampas, que vendidos separadamente são considerados como avaria. Sendo assim, o fechamento do servo do freio deve ser realizado no procedimento do travamento das tampas sem que, com isso, existam sinais de que ele tenha sido aberto.

Outro fato que o mecânico deve observar, é se a mangueira não foi obstruída por algo, ou se a válvula possui vazamentos de ar. Além deste sintoma apresentado, que é o mais comum, mas caso seja ignorado, pode fazer com que o carro perca totalmente o freio, causando aumento da aceleração, caso esteja em descidas.

Muito mais do que um simples susto, a falta de freio pode causar graves acidentes.

Como testar um freio?

Para fazer o teste de um freio é bastante simples. Deve-se ser feito com o carro desligado. Basta pisar no pedal e depois o liberar para sentir se existe o vácuo da peça. Depois de realizar este procedimento por várias vezes, mantenha o pé no pedal e ligue o motor.

Caso o pedal desça suavemente, está tudo correto, entretanto, se houver ruído ou assopro nesta hora, o ideal que o veículo seja levado a um mecânico de confiança.

Deixe sua mensagem

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *