Usar Querosene para lavar o carro? Pode ou não pode?

Durante a lavagem dos nossos carros, sempre encontramos aquelas manchas de piche que nunca saem. Nestes casos, sempre é sugerido utilizar a querosene para remover tais manchas e o produto realmente funciona.

Sendo um solvente poderoso, a querosene pode ser o produto ideal para remover as manchas mais difíceis. Porém, o produto precisa ser utilizado de forma correta, afim de evitarmos maiores problemas no futuro. Por isso, preparamos este artigo, para respondermos de uma vez por todas se podemos ou não usar querosene para lavar o carro. Confira abaixo:

O que acontece com o querosene na pintura?

A querosene é um derivado do petróleo obtida através da destilação fracionada do mesmo. No que diz respeito a limpeza, a querosene é um solvente bastante utilizado no dia a dia, dada a característica do seu alto ponto de inflamação.

De fato, a querosene pode remover manchas nas pinturas automotiva, porém, o uso indevido do produto pode piorar a sua situação se não for bem aplicada. Ou seja, no fim das contas, a querosene pode danificar bastante a sua pintura. Utilize com cautela e apenas para retirar manchas mais pesadas do carro. Há quem diga por aí que usar a querosene na lavagem do carro deixa o mesmo brilhando. Isso é mentira, e pode acabar trazendo resultados ruins na sua pintura.

Lavagem com querosene

Porque usar querosene para lavar o carro

Tenha em mente que o seu carro é pintado em camadas. Temos a primeira camada de primer, a segunda de cor e a terceira de verniz, ou clearcoat. Saiba que a querosene pode acabar agredindo justamente a camada mais superficial, de clearcoat. Essa camada atua protegendo a sua pintura de verdade, e confere o brilho ao seu veículo. Ao utilizar a querosene de forma incorreta, você pode acabar danificando a camada de verniz. O que pode acarretar em manchas ainda piores ao seu carro.

Como usar a querosene para lavar o carro?

Já sabemos que utilizar a querosene na pintura tem os seus riscos, mas ainda assim, esta pode ser uma grande aliada na remoção de manchas mais difíceis. Portanto, te ensinaremos agora a como usar a querosene para lavar o seu carro.

Nunca aplique diretamente sobre a sua pintura. Por se tratar de um solvente muito forte, podemos acabar removendo até mesmo o que não queremos. Não utilize o solvente puro sobre a sua pintura. Pois fazendo isso, você compromete a camada de clearcoat que falamos anteriormente. O que pode trazer manchas ainda maiores, e deixa a sua pintura totalmente desprotegida.

Procure trabalhar com a querosene sempre diluída. O recomendado é usar a proporção de 4 partes de água para uma parte de querosene. Em casos mais extremos, você pode diminuir a quantidade de água para ter um efeito mais forte. Vá testando a melhor proporção para cada situação.

Ao trabalhar com querosene, é recomendado deixar o carro longe do contato com o sol. Procure estacionar em um local com muita sombra, e o mais fresco possível. Além disso, não utilize o produto na pintura quando o carro estiver quente. Pois assim o solvente pode secar sobre a pintura, deixando marcas que são difíceis de sair. Também certifique-se de que removeu todo o produto de seu carro antes de voltar a rodar.

Cuidados ao usar a querosene na lavagem de carros

Se o seu carro passou por algum processo de proteção de pintura, como enceramento, cristalização ou vitrificação, saiba que a querosene irá remover tudo. Afinal de contas, o produto é um solvente.

Não utilize o produto com frequência, devido a sua agressividade. A querosene deve ser utilizada apenas em casos esporádicos, em regiões concentradas. Não aplique o produto por todo o carro, apenas nas regiões com as manchas que você deseja remover.

Por fim, saiba que a o melhor remédio para as manchas do seu carro é limpar com a maior antecedência possível. As manchas mais difíceis de sair são aquelas que estão na lataria a mais tempo. Portanto, busque manter o seu carro sempre limpo, e esse problema não será recorrente.

Podemos sim, usar a querosene para lavar o carro. Porém, com o produto diluído, aplicado apenas em pequenas regiões, desde que não seja utilizado com frequência. Afinal de contas, ninguém quer correr o risco de acabar estragando a pintura do carro.

Deixe sua mensagem

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *