Como resolver problemas no alternador?

Um alternador consiste em uma parte do sistema elétrico do veículo que tem como uma das funções alimentar à bateria. Ele é uma parte essencial para o funcionamento do veículo, pois caso haja algum problema ou falha, a bateria do carro descarrega completamente. Assim, o seu principal trabalho é o de gerar uma carga elétrica que tem como objetivo, ser distribuída pela bateria. Porém, além disso, o alternador precisa alimentar outros acessórios que precisam de carga elétrica no carro.

É comum que ocorram problemas no alternador, e que isso prejudique muito o veículo. Nem todos sabem como identificar e solucionar estes problemas, algo completamente comum, isto porque dentro do alternador existem diversas outras peças, e para consertar as falhas, precisamos conhecer cada peça e seu funcionamento. Vamos falar sobre os fatores que contribuem para o mal funcionamento do alternador e como resolver esta questão.

Problemas mais comuns do alternador e como resolve-los?

O alternador começa a funcionar de forma errada, quando elementos como aparelhos de som e ar condicionado estão em funcionamento com o motor parado, ou seja, com o carro desligado. Os faróis acessos, durante muito tempo sem que o carro esteja em funcionamento também gera em uma grande sobrecarga para o alternador.

Além disso, equipamentos que possuem uma voltagem maior do que a bateria suporta, contribuem para o mal funcionamento do item, causando sérios prejuízos a longo prazo. Alternadores instalados com mais potência em lugar do menor podem trazer danos ao veículo, uma vez que, a tensão da temperatura vai além da suportada. Também, podem haver problemas nas peças internas do alternador sendo o mais comum a escova baixa. Quando isso acontece, deve-se trocar o regulador de voltagem inteiro, pois as escovas funcionam presas ao regulador de voltagem.

Alternador

Alternador

Outra peça que pode apresentar problemas é a mesa retificadora de diodos. Quando isso acontece, ao desligarmos a chave, a luz de bateria continua acesa, o que pode ser ocasionado por uma chupeta de bateria feita de forma errada ou um curto circuito. Ademais, o estator também pode apresentar defeitos, quando o alternador é submetido a muito esforço ou quando ele carrega com uma bateria fraca. O rotor também por ter mal funcionamento devido ao desgaste do coletor, o que se relaciona com o desgaste das escovas.

Para evitar este tipo de problema, podemos fazer algumas verificações para evitar complicações piores. Ao realizarmos estes testes, o motor deve estar sempre desligado, evitando assim, que acidentes ocorram. Bom, para sabermos se o alternador está apresentando alguma falha ou se não está funcionando, devemos primeiro abrir o capô do veículo e localizar o alternador dentro dele. Ele consiste em uma peça de mais ou menos 20 cm, possuindo um formato arredondado, parecendo um pequeno gerador.

Depois, verifique se a correia do gerador está firme. Ela deve estar bem ajustada, não deve possuir fissuras ou irregularidades. Leia o medidor, para que a leitura possa ser realizada de forma correta é preciso que ela esteja definida para 20 Volts. Logo após, ligue o motor, ainda com o capô aberto e verifique se a correia está fazendo movimentos regulares, ou se dá sobressaltos.

Caso perceba que o movimento da correia não está sendo realizado de maneira adequada, a peça deve ser trocada. Durante todo este processo, é importante que quem realiza-lo esteja utilizando roupas que não se agarrem às partes móveis do motor. Nada de correntes ou joias nestes casos.

Como trocar o alternador

Caso haja necessidade da peça ser trocada por uma nova, é preciso que, ao comprar uma peça compatível com o motor de seu veículo, o proprietário desligue o motor para fazer a troca. Depois, abra o capô da bateria, e em seguida localize e desconecte o cabo positivo da bateria. Em seguida, é preciso localizar o alternador dentro do veículo para que comece a realizar os procedimentos efetivos para a troca.

O proprietário deve utilizar uma chave adequada ao objeto, de modo que ela tencione a correia para soltá-la e retirá-la da roldana do alternador. O próximo passo é soltar os parafusos que seguram o alternador do lugar. Em sua maioria, os alternadores possuem apenas 2 parafusos, porém, esse número pode chegar a 4, dependo do modelo. Uma chave de soquete pode ajudar neste tipo de remoção. Assim que os parafusos estiverem soltos, é horta de desconectar e remover os conectores de qualquer conexão elétrica.

Remova o alternador e o leve até uma loja de peças para que compre um modelo exatamente igual. O processo reverso deverá ser realizado para que o alternador seja instalado de maneira adequada. É válido ressaltar que o processo de instalação de um novo alternador deve levar em consideração que os plugs elétricos e os fios estejam encaixados de forma adequada.

Bom, gostou da nossa matéria? Ela te ajudou de alguma forma? Caso tenha mais alguma dúvida comente aqui e iremos responde-la!

Deixe sua mensagem

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *