Mistura de combustível: Entenda a diferença entre mistura rica e mistura pobre

Grande parte dos carros atualmente saem de fábrica como flex (gasolina e álcool) e, dependendo da categoria, com motores a diesel. Para a maioria, isso só diz o tipo de combustível deve se colocar na bomba, mas para fazer o carro funcionar é preciso um longo caminho que dependeu de muito estudo e tecnologia para que o carro entre em movimento.

Uma destas tecnologias é a mistura de combustível, onde, apesar de seu carro ser abastecido com um tipo de combustível é preciso que uma certa quantidade de ar seja misturada com o combustível que estiver no motor, os mesmos são queimados e viram energia mecânica. Quando essa mistura é perfeita acontecerá a estequiometria. A ideia principal é fazer com que o entendimento fique simples e permita um melhor entendimento por parte de todos. A mistura de combustível é algo importante e pode afetar diretamente no rendimento do seu motor.

O que é a mistura de combustível?

Se existir uma grande quantidade de combustível e pouco ar na câmara de combustão, o motor vai entrar na famosa mistura rica. Dá para perceber esta situação devido a existir um cheiro de ovo podre saindo do escape em formato de fumaça negra.  Se existir contato disso com os olhos, é provável que você comece a lacrimejar,algo complicado e que pode ser prejudicial a você e seu carro.

Por outro lado, se houver muito ar e pouco combustível, acontecerá o efeito inverso, ou seja, a mistura pobre. O sintoma mais comum é sentir que o motor está engasgando, ou seja, dá aqueles famosos tiros enquanto você acelera. Tudo isso deve-se ao fator de a potência ser menor, não sendo também o que você deseja.

Mistura de combustível: Entenda a diferença entre mistura rica e mistura pobre

Mistura de combustível rica e mistura pobre. Qual a diferença?

Nos motores mais modernos é o computador central quem controla a mistura e normalmente tudo é feito automaticamente. Se, por algum problema, não for possível fazer a correção, a luz da injeção será acesa avisando que há algum problema. Em ambos os casos da mistura pobre ou rica, o consumo de combustível será diretamente impactado, normalmente, bebendo mais que o normal.

Semelhanças e Diferenças entre as misturas ricas e pobres

Se a mistura estiver fora do padrão, você vai perder potência e superaquecer. Durante a partida do carro, a mistura rica vai exigir menos esforço para pegar mesmo com o carro frio (como carro quente pode ser mais difícil). Isso deve-se diretamente ao combustível em excesso centro dos seus cilindros, portanto, fará o veículo morrer várias vezes. Já no caso da mistura pobre, é bem possível o afogamento do veículo na hora de dar a partida e levará mais tempo para o carro chegar à temperatura ideal de funcionamento.

Em ambos os casos, a marcha lenta poderá apresentar problemas e ficar a irregular, variando a RPM e sendo necessário acelerar para manter o carro constante. No caso da mistura pobre, alguns barulhos no escapamento poderão ser ouvidos.

O desempenho na mistura pobre pode ser melhor que na mistura rica, mas vai superaquecer rapidamente. Na mistura rica, a resposta fica mais lenta e poderá notar fumaça do escapamento.  Uma mistura rica fará com que o carro circule com o motor sempre esquentando ou superaquecendo, onde um dos problemas é entupimento do catalisador. Já se o seu veiculo tiver funcionando mediante a uma mistura pobre, os engasgos serão perigosos se você estiver em um trânsito intenso.

O cheiro forte de combustível não queimado na mistura rica é outro sintoma, além disso, poderá apresentar uma fumaça preta. Por outro lado, na mistura pobre, as velas de ignição ficarão muito limpas, ou seja, não terá nenhum depósito.

Deixe sua mensagem

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *