Como trocar um fusível

Os fusíveis são partes essenciais do sistema elétrico de todo e qualquer carro. Estes atuam como dispositivos de proteção, servindo como componentes de sacrifício. Em casos de sobrecarga elétrica ou curto circuito, os fusíveis queimam antes dos componentes do carro.

Em suma, resumimos esta como a função básica do fusível: Queimar antes do componente. Por isso existem variados tipos de fusíveis que protegem cada componente. Existe fusíveis para os faróis, faroletes, ventoinha do radiador e muito mais.

Devido a sua grande importância no sistema elétrico do carro, saber como trocar um fusível é essencial. Por isso, criamos este artigo, para te ajudar na troca dos fusíveis, para evitar qualquer futuro problema.

Qual o problema em trocar os fusíveis errados?

Cada fusível protege um diferente elemento ou grupo de elementos do seu carro, variando de acordo com a potência do mesmo. O fusível que protege os faróis é mais potente que aqueles que protegem os faroletes. Assim como o fusível da ventoinha do radiador é mais forte que o dos faróis.

Esse jogo se dá por todo o sistema elétrico do carro. Onde os fusíveis de diferentes amperagens protegem diferentes componentes. Sendo assim, é necessário verificar a corrente suportada pelo fusível (a amperagem do fusível) queimado para que a troca seja por um fusível similar.

Vamos supor que no seu carro, o fusível vermelho (10A) é o que está queimado. Se, ao troca-lo você colocar um fusível azul (15A) isso pode trazer sérias consequências mais sérias pois o fusível de 15 amperes não irá proteger o sistema. Da mesma forma que se utilizar um fusível de 10A, quando deveria ter um de 15A, terá o fusível queimado a todo momento.

Os fusíveis não queimam a toa. Algo causou a queima do mesmo, sendo a causa um curto circuito, ou uma sobrecarga. Entenda que o fusível de 10A irá queimar antes que o componente do carro, protegendo-o.

Já o fusível de 15A pode suportar mais carga sem queimar. O que pode ocasionar na queima do próprio componente que este deveria proteger. Ocasionando na perca da função de proteção do fusível.

fusiveis automotivos

Fusíveis têm diferentes amperagens e devem ser trocados em queimas

Agora imagine um componente elétrico queimando dentro do seu carro? Por vezes, o dispositivo apenas queima e para de funcionar. Mas e se o mesmo pegar fogo? A troca de fusíveis é até simples de se realizar, porém, de extrema importância, impedindo até mesmo incêndios no carro.

Como trocar os fusíveis?

Um fusível queimado pode ser identificado pela observação ou com um multímetro ou equipamentos próprios. Você consegue, apenas olhando, identificar qual o fusível queimado se não houver continuidade no fio de proteção. Porém, há casos que isto não é possível. Para isso, usamos uma caneta de testes, que pode ser facilmente adquirida em lojas de acessórios para carros.

Estas canetas testam a passagem de corrente pelo fusível. Sendo esta a forma mais eficaz de determinarmos se um fusível está ou não queimado. Agora que você já sabe como identificar um fusível queimado, é chegada a hora de substituí-lo. Confira agora o passo a passo:

Confira o manual do carro: O manual do seu carro é sua melhor fonte de informação sobre o veículo. Nele você pode achar o mapa dos fusíveis e suas funções. Ajudando, a saber, qual a amperagem correta do fusível a ser substituído e a localização destes elementos. Verifique também se na tampa da caixa de fusíveis não há este mapa e indicações da amperagem.

Utilize um fusível reserva: A grande maioria dos carros conta com fusíveis reserva, que ficam localizados na tampa da caixa de fusíveis. Verifique se o seu carro já tem os reserva, caso não, compre alguns e guarde-os ali. Para evitar imprevistos

Localize e retire o fusível queimado: Seja por observação ou por testes, localize o fusível queimado. Retire-o utilizando a pinça original do carro, ou um alicate de bico fino. Lembre-se de retirar apenas o fusível queimado. Pois remover outros fusíveis pode desregular funções importantes do carro.

Mantenha as cores originais: Conforme foi explicado acima, na hora de trocar, mantenha-se atento as cores. Nunca troque um fusível vermelho por um azul, por exemplo. Mantenha a cor original, pois estes são da mesma amperagem. Mantendo o funcionamento do sistema.

Troque o fusível: Conforme foi dito acima, localize o fusível queimado e retire-o com a pinça original, ou um alicate com ponta.  Logo após, utilizando a mesma pinça ou alicate, insira o novo fusível. Com cuidado para não forçar muito os conectores, o fusível deve encaixar perfeitamente no seu lugar. Em alguns casos, seus dedos serão suficientes, mas é mais provável que precise de uma ferramenta própria.

Dicas importantes para trocar um fusível com segurança

A troca dos fusíveis sempre deve ser realizada com o carro desligado. Para testar se o mesmo está funcionando corretamente, bastar ligar o carro e observar o sistema a qual ele pertence. Verifique no manual qual componente era protegido pelo fusível que queimou, e teste-o.

Se após você trocar o fusível do carro, este voltar a queimar em pouco tempo. Não insista trocando-o novamente. Fusíveis não queimam regularmente. Leve o carro em um eletricista, pois há algo de errado no seu sistema elétrico que está causando sobrecarga.

Agora você já sabe como trocar um fusível com segurança. Mantenha-se atento ao seu carro. Ao perceber algum defeito na parte elétrica, o primeiro sinal de erro são os fusíveis. Lembre-se que estes não queimam facilmente, algo de errado pode estar ocorrendo com o seu carro.

Deixe sua mensagem

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *