Como Colocar Água no Radiador?

Ao não realizar a manutenção correta dos veículos, podem ocorrer diversos problemas, como a superaquecimento do motor. Quando o motor aquece mais do que o permitido, ele irá ocasionar danos à outras peças do carro e também ao próprio motor, que pode ter que sofrer uma retífica. Para evitar este aquecimento exagerado, era utilizado, nos carros mais antigos, um sistema de refrigeração com ar. Porém, atualmente, os carros equilibram a temperatura do motor utilizando água.

Porém, esta água não é exatamente uma água pura. Na verdade, pode-se chamar este água de líquido de arrefecimento. A água comum possui minerais e outras substâncias que levam ao enferrujamento das peças dos veículos. Já o líquido de arrefecimento é uma mistura de água destilada e outras substâncias que preservam as peças de metal.

Para que o carro sempre esteja com a temperatura equilibrada, é preciso observar o nível do fluido no reservatório do radiador. É necessário que sempre o líquido de arrefecimento esteja próximo ao “Máximo”. Confira abaixo como repor o líquido de arrefecimento.

Como repor a água do motor?

Como mencionado, o correto é colocar no radiador o líquido de arrefecimento, e não a água comum. Porém, muitas pessoas ainda insistem em colocar água no radiador, por ser algo mais prático e fácil de ser encontrado. Mas, a água possui minerais e algumas outras substâncias que podem ocasionar danos em peças de metal, as enferrujando.

Por isto, sempre que for repor a água do motor, utilize, de preferência, água destilada e um fluido de arrefecimento. Pode-se também já adquirir um líquido formulado, nas proporções corretas. Outro benefício do líquido de arrefecimento é que ele impede a fervura e que a temperatura aumente consideravelmente.

Primeiro, para realizar a reposição do líquido, abra o capô, utilizando o interruptor que fica abaixo do veículo. É preciso apenas puxar uma pequena alavanca. Em alguns veículos, o capô irá abrir sozinho e terá sustentação. Em outros, é necessário o abrir manualmente e sustentá-lo com uma haste móvel.

Saiba como repor a água do radiador.

Para repor a água do radiador, é preciso encontrar o reservatório, transparente.

Felizmente, é fácil encontrar o reservatório de água do radiador. Comumente, é um recipiente de plástico transparente, que pode ter a tampa colorida para que se destaque. Abra a tampa e observe se o nível está baixo. É preciso que o fluido esteja perto do máximo, para que não haja risco do motor superaquecer.

Utilizando um funil, despeje o líquido de arrefecimento no reservatório. Tome cuidado para que o líquido não derrame, para que o motor não seja prejudicado. Caso não utilize uma mistura pronta, é preciso derramar, no funil, quantidades proporcionais de fluido de arrefecimento e água destilada.

O motor não pode estar ligado para repor o líquido. A pessoa que está realizando a troca pode se queimar, caso o líquido ferva e saia do reservatório. Também, a tampa estará tão quente que será quase impossível de desenrosca-la.

Porém, caso o carro esteja apresentando algum problema, relativo ao superaquecimento, é recomendado que a reposição seja realizada com o veículo ainda ligado. Assim, o líquido continuará em circulação e irá se misturar lentamente com a água fria, para que o carro não tenha um choque térmico.

Por que não devo utilizar a água comum?

Como mencionamos, apesar de estarmos falando sobre a reposição de água no radiador, não deve-se considerar que esta é a água retirada de torneiras, filtros, etc. Este líquido possui minerais, que irão ocasionar o enferrujamento de certas peças do motor, e também pode conter substâncias que realizam a corrosão.

Por isto, é essencial utilizar a água destilada, que não contenha estes minerais. Porém, para evitar que o líquido ferva ou que acumule detritos, também é recomendado incluir um fluido de arrefecimento próprio na mistura.

Pode-se comprar o líquido de arrefecimento pronto, até mesmo em supermercados. Entretanto, é necessário permanecer atento para que este seja do mesmo tipo que é o indicado para o veículo. Para checar o tipo indicado, é necessário ler o manual do usuário do carro em questão.

Deixe sua mensagem

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *