Qual a Diferença Entre Direção Hidráulica e Elétrica?

Os carros devem ser confortáveis para quem o conduz, e isso se refere tanto ao conforto com o interior do veículo quanto ao relativo à direção. Isso é necessário pois, ao dirigir um carro, a sua direção deve ser leve, para que as manobras sejam feitas de forma cuidadosa e precisa. Assim, quando for adquirir um veículo, é preciso optar qual será o seu tipo de direção, elétrica ou hidráulica. Estes dois sistemas são macios, e proporcionam que o condutor, ao estacionar o veículo, não tenha que lidar com a direção pesada e dura.

A direção hidráulica funciona por meio de uma bomba que é impulsionada pelo motor, fazendo com que o óleo circule dentro da caixa de direção. Já o sistema elétrico possui um motor que é instalado na caixa de direção, e que possibilita que o volante vire facilmente. Abaixo iremos falar mais sobre como optar entre estes dois sistemas, visto que ambos solucionam o problema da direção pesada, e também sobre as diferenças entre eles.

Direção Hidráulica x Direção Elétrica

Antigamente, os carros não possuíam sistemas que deixassem a direção mais leve. Por isso, era difícil realizar uma manobra, visto que exigia muito esforço nos braços. Porém, hoje em dia isso se tornou muito mais fácil com a direção hidráulica e elétrica, que estão presente nos carros mais novos. Para escolher entre estas duas opções, é preciso conhece-las, e por isso iremos explicar mais abaixo.

Saiba quais são as diferenças entre a direção hidráulica e a elétrica

Tanto a direção elétrica quanto a hidráulica tornam a direção do carro mais leve, evitando que seja feito muito esforço para manobras.

Hidráulica

A direção hidráulica possui uma bomba, que é impulsionada pelo motor. Assim, ela faz com que circule óleo dentro da caixa de direção, lubrificando-a e, com isso, deixando-a mais leve. Este sistema é composto por algumas peças mecânicas, que são mangueiras, polias e correias. Além disso, também possui o óleo, que circula na direção, e que deve ser trocado aproximadamente a cada 50 mil km.

Como a direção hidráulica possui diversas peças e ainda o óleo, ela deve sofrer manutenção periodicamente, para que o sistema seja mantido adequadamente. O óleo vencido circulando na caixa de direção pode ocasionar algum problema nesta, e todas as peças devem apresentar um bom funcionamento para que a circulação seja feita corretamente. É importante sempre se atentar às mangueiras, para que elas não proporcionem nenhum vazamento do fluido hidráulico.

Uma outra desvantagem da direção hidráulica, além da manutenção periódica, é o uso constante da energia do motor, visto que este sistema não possui um motor próprio. Assim, reduz-se a potência do motor e aumenta-se o consumo de combustível por litro. Ainda, a direção hidráulica não pode ser instalada, ela vem de fábrica no veículo.

Elétrica

A direção elétrica possui um motor elétrico dentro da caixa de direção, e por isso não necessita de quaisquer peças mecânicas ou mesmo óleos. O motor realiza o papel de deixar a direção mais leve sozinho. Logo, devido à presença de menos peças, não é preciso realizar manutenções frequentes, diminuindo os custos neste aspecto.

Ainda, como a direção elétrica possui o seu próprio motor, ela não exige que o motor do carro seja utilizado para este fim. Assim, o sistema elétrico mantém a potência do veículo e proporciona um menor gasto de combustível.

Em relação às desvantagens, a direção elétrica possui um custo de mão-de-obra e de acessórios maior, caso ocorra algum problema no motor elétrico. Ademais, a direção elétrica diminui a sensibilidade do volante, chamada também de “feedback”. Logo, o condutor não “sente” realmente o veículo.

Qual escolher?

Ao escolher entre a direção elétrica e a hidráulica, é preciso prestar atenção à outras questões que não sejam as relativas à direção leve, pois ambos os sistemas proporcionam esta característica ao veículo. Caso queira uma direção que não pese tanto o motor do carro, tirando a potência, opte pela direção elétrica. Porém, a direção elétrica também pode ser mais custosa, caso apresente problemas.

Além disso, a direção hidráulica dá uma melhor “feedback” ao condutor, pois a sensibilidade do volante não é completamente retirada. Assim, a pessoa que está dirigindo o veículo ainda consegue senti-lo, mesmo com um sistema de direção que proporcione uma direção mais leve.

 

Deixe sua mensagem

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *