O que é um carro sinistrado?

O termo sinistro é normalmente utilizado pelas seguradoras, nos contratos de seguros automotivos, mas ainda assim, há muitas dúvidas girando em torno dessa expressão, e são poucas as pessoas que realmente sabem o que é um veículo sinistrado, por exemplo.

A questão é que, além de entender muito bem o significado de sinistro para o seguro do seu carro, é importante ter ao menos uma noção sobre esta questão, para não correr o risco de ser enganado e comprar um veículo sinistrado pelo valor normal, ou então saber muito bem o que você está fazendo no momento de adquirir um automóvel que foi recuperado de sinistro.

O que é um sinistro?

carro_sinistrado

Veículo sinistrado é aquele pelo qual a seguradora pagou a indenização por um prejuízo que foi causado.

Basicamente, sinistro é o termo utilizado para os prejuízos causados a um veículo, e que deverão ser cobertas pela seguradora. Todas as apólices de seguro têm uma parte em que constam quais são as ocorrências que estão cobertas pelo contrato, ou seja, quais os tipos de danos que deverão ser ressarcidos pela seguradora em caso de emergência. Esses danos previstos no contrato são chamados de sinistros.

Em resumo, quem contratou um seguro de carro terá uma apólice incluindo todas as possibilidades de prejuízos que serão cobertos por aquele contrato. Caso o veículo ou o motorista e passageiros sofram alguma fatalidade, a apólice cobrirá os danos sofridos de acordo com o que tiver especificado no contrato após pagamento de um prêmio.

Tipos de sinistro

Quando um veículo sofre um sinistro, a seguradora paga uma indenização, cujo o valor dependerá do tipo de sinistro, ou seja, da extensão dos danos causados. Sendo assim, esse sinistro pode ser total ou parcial.

Um sinistro parcial ocorre quando os danos podem ser consertados. Assim,a indenização a ser paga pela seguradora será proporcional aos prejuízos causados, quando o valor ficar abaixo dos 75% do valor de mercado do veículo. Por exemplo, você se envolve em um acidente, e seu veículo fica parcialmente danificado. Ao acionar a seguradora, o carro será levado à oficina, o cliente paga a franquia, e os custos do conserto serão bancados pelo seguro.

Já um veículo sinistrado com perda total ocorre quando o carro sofre danos irreparáveis economicamente, quando percebe-se que não será possível realizar o conserto total do automóvel danificado. Ou seja, quando o custo de reparo for maior do que 75% do limite máximo da indenização, a seguradora deverá restituir o valor integral da indenização ao cliente.

Outro exemplo de sinistro total, ou quando a seguradora deve pagar o valor total da indenização, ocorre quando o automóvel é roubado ou furtado. Neste caso, quando o valor da indenização já foi pago, mas posteriormente o veículo é recuperado, esse carro é considerado sinistrado, sendo normalmente repassado para leilão.

Vale a pena comprar?

É extremamente comum encontrar veículos sinistrados disponíveis nos pátios dos leiloeiros. A primeira consequência de um veículo sinistrado é a perda de valor, de pelo menos 30 a 40%, isso porque muitos compradores deixam de comprar esses carros, por não saber o histórico do automóvel.

Além disso, outro fato que atrapalha bastante é o fato de ser praticamente impossível conseguir um seguro para um carro recuperado de um sinistro. Em pelo menos 90% dos casos as seguradoras não aceitarão o veículo, pelo fato de este já ter sido indenizado um vez. E mesmo assim, nos outros 10% dos casos, em que é possível fazer o seguro, este será por um valor bem mais alto de apólice e franquia.

E como já foi dito, a viabilidade financeira dessa compra também fica bastante comprometida, pelo fato de o valor de um veículo sinistrado ser consideravelmente menor. Portanto, não se iluda pelos baixos preços. O único negócio viável com esse tipo de carro é reaproveitar as peças não danificadas pelo sinistro.

Como saber se um veículo é sinistrado?

A documentação de um carro que já tenha sofrido um sinistro é exatamente a mesma que qualquer carro em circulação. Porém, na parte inferior do documento, estará impresso o seguinte termo: “SINISTRO/RECUPERAÇÃO”. Essa informação mostrará que o veículo em questão foi recuperado de um sinistro, o que implica na perda de valor de mercado.

Além disso, ao comprar um carro sinistrado, o mesmo precisa passar por uma vistoria em posto credenciado pelo INMETRO, específica para veículos recuperados de sinistro.

Comentários
  1. Thiago Aparecido Jeronimo dos Santos
  2. Mauricio
  3. Nota 10
  4. Prado
    • Francisco Lopez
  5. Lucas Felipe
  6. Valeu
  7. francisco da nóbrega
    • Flávio
  8. Alan
    • Flávio
  9. Leopoldo
    • Flávio
  10. Carlos
  11. Romildo
    • Flávio
  12. maria aparecida
    • Flávio
  13. Bruno
    • Flávio
  14. caiogirardi1@hotmail.com
    • Flávio

Deixe sua mensagem

Your email address will not be published. Required fields are marked *