Vale a pena recuperar carro batido?

Algo que provavelmente todo motorista viverá em sua vida de condutor é ter seu veículo batido, nem que seja apenas uma ralada. É uma situação realmente desagradável e que traz muita dor de cabeça, mas infelizmente ela acontece com frequência.

Entretanto, algumas batidas são bem violentas e danificam praticamente todo o carro. Então surge a seguinte pergunta: vale a pena recuperar um carro batido? Neste artigo te mostraremos alguns pontos que deve se levar em conta ao tentar recuperar um automóvel neste estado e tentaremos sanar suas principais dúvidas. Vamos lá!

Antes de discorrermos sobre qualquer informação aqui, você deve estar consciente de que ao recuperar um veículo batido através de indenização da sua seguradora, ele será considerado como um veículo sinistrado, e isso traz muitos malefícios tanto ao proprietário, quanto ao possível comprador, porém isso só ocorre quando os danos são muito grandes. Temos um artigo no nosso blog onde explicamos de maneira mais detalhada sobre veículos sinistrados.

Temos que ter em mente que todo dano ao nosso automóvel gera um custo, que será proporcional à gravidade deste estrago provocado. Logo, existem duas situações: seu carro bateu e você quer reformá-lo ao invés de comprar um novo, ou você é um comprador e quer comprar um carro batido por um preço bem abaixo do valor de mercado e reformá-lo. Vamos analisar essas duas situações a seguir:

carro batido

Existem situações em que não vale a pena recuperar um carro batido

Proprietário

Ao sofrer uma batida, a primeira coisa que você deve analisar é a gravidade dela. Caso o carro apresente perda total, esqueça. Caso o carro sofra danos muito pesados, mas ainda assim seja possível recuperar com a indenização do seguro, tenha em mente a situação do sinistro.

Agora, se os danos forem medianos ou leves, o aconselhável é colocar tudo no papel e verificar quais serão os gastos. Caso seja um valor muito elevado, podendo chegar perto do preço de outros veículos em melhor estado já não é tão viável a recuperação, pois o veículo pode demonstrar sintomas de possíveis falhas no futuro. Se os valores forem relativamente baixos, conserte, mas sempre com um mecânico confiável e competente. Deve ficar claro para você que toda batida influenciará no valor do veículo ao ser possivelmente vendido no futuro, mesmo após o reparo.

Lembre-se sempre que omitir batidas e consertos ao vender um veículo é agir de má-fé. O possível comprador deve saber de tudo que já ocorreu com o automóvel e qual é o seu atual estado.

Comprador

Ao comprar um veículo sempre questione o vendedor sobre o atual estado e qual seu histórico. Muitas vezes parece ser vantajoso comprar um carro totalmente fora de funcionamento pois seu preço estará muito baixo, mas cuidado, pois isso pode se reverter contra você!

Antes de tomar qualquer atitude precipitada, convoque um mecânico e peça para ele revisar as batidas e te dar uma estimativa de quanto você terá que investir para restaurar aquele carro, e se, depois de consertado, ele vai ter um desempenho igual ou ao menos próximo do que tinha antes dos estragos. Caso a compra seja vantajosa ainda assim, verifique sempre os documentos para não se surpreender com sinistros ou restaurações.

Este é um assunto delicado e que requer muito cuidado. Que você possa estar sempre atento aos detalhes e tomando todas as decisões de forma consciente!

Gostou do artigo? Então fique em nossa página pois temos inúmeros outros artigos sobre o mundo dos carros. Até a próxima!

Deixe sua mensagem

Your email address will not be published. Required fields are marked *