Comprar Pneus Novos ou Remold?

Os seus pneus estão velhos, muito desgastados e chegou a hora em que a troca é necessária. Neste momento, várias questões entram na balança, e o custo acaba sempre pesando bastante na escolha dos novos pneus. E é aí que opções mais baratas, como os pneus remold, acabam aparecendo e ganhando força, principalmente pelo valor a ser economizado imediatamente no momento da troca.

Mas será realmente que os pneus remold são uma alternativa válida aos pneus novos? Qual das opções traz um custo benefício maior, principalmente à longo prazo?

Quando trocar os pneus?

Inicialmente, é importante destacar quando é necessário fazer a troca dos pneus. Não há um tempo especificado, já que o desgaste vai depender de diversos outros fatores, como o quanto que você roda com o seu veículo, por exemplo.

De acordo com a lei, o desgaste máximo permitido pelo Departamento de Estradas e Rodagem é de 1,6 mm, portanto a substituição deve ser feita antes de os pneus atingirem esse valor de desgaste. O não cumprimento desta regulamentação pode acarretar em multas.

Porém, muito além do que simplesmente a lei, a utilização de pneus em boas condições é uma questão de segurança, já que eles são as únicas superfícies do veículo em contato com a pista, sendo responsáveis pela estabilidade do automóvel, seja na frenagem, na aceleração ou nas curvas.

Exatamente por isso que é de extrema importância ponderar sobre a qualidade e a segurança dos pneus antes de comprá-los, principalmente se eles não forem novos.

O que são os pneus remold?

Pneus Remold

Pneus usados passam por processo para ser reutilizados

Remold nada mais é do que uma forma de reciclagem de pneus desenvolvida recentemente. Para o procedimento, a carcaça de pneu velho, que foi descartado, é recuperada, recebendo um tratamento e uma nova camada de borracha em toda a sua superfície, por um processo denominado vulcanização, que faz com que a nova camada se incorpore à anterior. De acordo com o Inmetro, os pneus utilizados nesse processo não podem ter mais do que sete anos de uso.

É importante também diferenciar os pneus remold dos recapados, ou recauchutados. Estes, diferente do que ocorre com os remold, recebem apenas uma nova camada de borracha em uma das suas superfícies, mais especificamente na banda de rodagem (face inferior dos pneus, que entra em contato com o solo). Já nos pneus remold, toda a estrutura é envolta por uma nova camada de borracha, o que gera um acabamento muito melhor.

Vantagens e desvantagens

A maior e mais clara vantagem dos pneus remold, em comparação com os pneus novos, é o custo. Por ser usado, o preço de um pneu remold é consideravelmente menor em relação a um novo. Na média, pneus remold são de 30 a 40% mais baratos do que um novo, podendo chegar a até 50% do preço, em alguns casos, o que leva muitas pessoas a escolher essa opção no momento da compra.

Porém, essa acaba sendo mesmo a única vantagem na compra de um pneu remold. Primeiramente, a durabilidade é bem menor do que a de um novo. Testes de campo demonstraram que esses produtos têm uma vida útil até 30% menor do que de um pneu novo. Esse dado, já reduz de maneira considerável a vantagem do preço, já que um pneu remold irá durar menos do que um novo, e uma nova troca, com um novo custo, será necessária em menor tempo.

Outro problema é que com pneus remold fica mais difícil de se alcançar o balanceamento ideal do veículo. Isso ocorre porque um mesmo jogo de pneus apresenta diferenças na distribuição de peso, o que dificulta a realização do procedimento.

Já na questão da segurança, a vantagem também fica obviamente com os pneus novos. O tempo de frenagem nos pneus remold costuma ser maior, tanto em superfícies secas quanto em molhadas. Também conta à favor dos pneus novos a economia de combustível e um melhor desempenho do veículo. Esses fatores acabam provocando um desgaste maior em outras peças do automóvel, no caso dos remold, o que também pode levar a maiores custos com manutenção do veículo.

O mais recomendado acaba sendo o uso dos pneus remold apenas para centros urbano, com menores velocidades, principalmente para um carro que não é usado com grande frequência. Também é importante verificar a procedência do remold, a origem dos materiais utilizados e se a empresa fabricante é confiável. Uma boa pesquisa antes da compra ajuda no momento da escolha.

Existem casos de pessoas que utilizaram pneus remold e não tiveram problemas, mas a segurança acaba sempre sendo maior na compra de produtos novos. A questão é pesar os prós e contras, além de também pensar em como o automóvel é utilizado, com que frequência, se realiza grandes viagens ou só roda em meio urbano. Pensar também sempre se o fato de pagar menos imediatamente vale mesmo a pena, já que a durabilidade de um remold é menor, e futuros problemas podem ocasionar outros custos.

A partir daí, uma escolha entre pagar um valor menor ou ter mais garantia, durabilidade e segurança, poderá ser tomada de maneira mais consciente.

Deixe sua mensagem

Your email address will not be published. Required fields are marked *