O Que É Pneu Vulcanizado?

Os pneus são um dos itens de segurança mais importantes de um veículo, e que muitas vezes acaba sendo muito vezes esquecido por muitos motoristas. É extremamente importante estar atento à condição dos pneus do seu veículo, sempre trocando quando desgastado.

Porém, um problema que afeta a muitas pessoas é o preço muitas vezes salgados dos pneus novos, e por isso, surgem algumas alternativas mais em conta, como os pneus remold ou vulcanizados, por exemplo.

Falando sobre a vulcanização, esse é um método de de reparo que pode ser realizado quando a sua lateral é rasgada ou cortada, seja por algum objeto na estrada ou devido ao desgaste depois de muito uso. O processo promete recuperar as qualidades físicas perdidas pelo dano, tornando possível a reutilização do pneu. Em termos de preço, pneus vulcanizados custam de 20 a 30% menos do que novos.

Mas esse processo é confiável? É seguro usar pneus vulcanizados?

O que é Vulcanização?

pneu-vulcanizado

Vulcanização é o processo de reparação de pneus

Antes de falar sobre o que é a vulcanização, é importante destacar que a sua prioridade deve ser sempre comprar pneus novos. Eles são muito mais duráveis e confiáveis, e você terá uma garantia muito maior de que está com bons pneus no seu veículo. Porém, esta pode ser uma alternativa de menor custo, principalmente em casos de emergências.

Sobre a vulcanização, esse é um processo criado em 1839, pelo inventor norte-americano Charles Goodyear. Consiste basicamente na aplicação de calor e pressão a uma composição de borracha, com o objetivo de dar forma e propriedades ao produto final.

Em termos químicos, a vulcanização é a modificação da borracha, obtida através da combinação com enxofre, para gerar maior resistência à altas temperaturas, além de elasticidade e força.

Como é realizado?

O primeiro passo é determinar se será possível reparar o estrago, pois dependendo do local ou do tamanho do rasgo, pode não ter conserto.

Quando diagnosticado como um dano que permite o reparo, primeiramente é feita uma raspagem com lixa, na parte interna do pneu, no local onde se encontra a deformação. Na sequência, é aplicado cola e laminado (um reforço feito de borracha para acrescentar segurança ao pneu). Por fim, também é adicionado vulcanite, outra substância utilizada para dar mais segurança ao processo.

Então, o pneu é colocado na vulcanizadora, onde fica por cerca de três horas. A primeira esquentando, e as outras duas para esfriar, antes de tirar a máquina.

No processo de vulcanização, é realizada a união de vários pontos através de ligações cruzadas dos mesmos através de calor e pressão. Se a exposição ao calor for excessivo, pode ocorrer o efeito contrário, com a diminuição das propriedades alcançadas pela borracha.

Segurança

De todos os processos de reparação de danos em pneus, a vulcanização é maneira mais segura e confiável. Não é o ideal, já que a compra de um novo, no caso de um rasgo ou furo, é a melhor e mais segura opção. Mas pode ser uma alternativa, principalmente em emergências, em momentos em que seu orçamento não comporta a compra de um novo.

Por outro lado, é necessário tomar muito cuidado com reparos em pneus. Quando bem feito, seguindo todo o processo de maneira adequada, o processo de vulcanização é relativamente seguro. Mas deve-se ter atenção para fazê-lo em locais de confiança.

Além disso, há muitas borracharias que realizam outros processos de reparo, não tão seguros, e que podem representar um risco a você, como o chamado “macarrão”, que funciona alargando o furo do buraco, e depois injetando um remendo de fibra misturado com cola.

Por isso, muito cuidado quando for reparar um pneu, porque muitas vezes o barato pode sair caro. De preferência a pneus novos, mas se não for possível comprar, escolha um local de confiança, em que você sabe que a qualidade do pneu será mantida.

Deixe sua mensagem

Your email address will not be published. Required fields are marked *