Como fazer uma “chupeta” no carro?

Você já se viu na seguinte situação: um dia você precisava muito usar o seu automóvel e na hora de ligá-lo ele não respondia ao seu comando? Sem saber o que aconteceu você foi verificar o carro e descobriu que a bateria estava sem carga.

Isso acontece normalmente quando deixamos o carro desligado com algo que consome a bateria ligado, como rádio, luzes em geral, etc. Com isso, a carga da bateria se gasta e não tem energia suficiente para que o motor dê sua partida. Pode ser também a vida útil da sua bateria chegando ao fim, ou seu motor ter ficado sem uso por um tempo muito longo.

O que fazer em uma ocasião dessas? A alternativa mais comum é fazer uma chupeta, mas a pergunta é: como fazer? Neste artigo vamos te ensinar todos os passos para se fazer a chupeta de maneira correta.

Devemos lembrar que apesar de ser muito comum, ela não é a opção mais recomendada, pois se algo der errado o motor do carro pode ser danificado e até mesmo ficar comprometido. O mais correto nessas horas é acionar o seguro e esperar a ação de profissionais qualificados para tal situação. Mas tentaremos ensinar aqui como fazer uma chupeta da forma mais segura possível. Vamos lá!

Como fazer a ligação

Primeiramente precisamos de um carro ou bateria que não seja o seu que irá nos auxiliar no nosso processo, ele que fornecerá energia para sua bateria. Além dos carros, devemos ter em mãos o cabo que irá conectar as duas baterias, normalmente um cabo preto e um vermelho ambos com comprimento suficiente para a operação. A ponta dos cabos deve ser como uma “garra” para conectar aos polos sem necessidade de chaves e apertos. E como medida de precaução, é bom estar com luvas isolantes, para garantir a sua segurança contra a eletricidade.

Antes de fazermos qualquer coisa, devemos desligar todas as coisas que consomem energia elétrica de ambos os carros. Com os carros estacionados e cabos prontos, agora é hora de fazer as conexões!

Negativo e Positivo: qual a cor? Qual a ordem de ligação

O cabo preto é o negativo, logo, ele deve ser ligado no polo negativo de ambas as baterias, sendo a bateria arriada a que deve ser conectada ao cabo primeiro. Cada polo está sinalizado na própria bateria, sendo negativo um símbolo de “-” e positivo um símbolo de “+”. O cabo vermelho é o positivo, logo, ele deve ser ligado no polo positivo de ambas as baterias, novamente a bateria arriada deve ser conectada primeiro.

Devemos lembrar que primeiro devemos ligar o caso positivo, e depois o negativo. Na hora de retirá-los, isso deve ser feito na ordem inversa.

Feito isso, devemos agora ligar o veículo que possui a bateria boa, e esperarmos algum tempo, em média de 3 a 5 minutos. Logo após esse tempo, ligamos o carro que está com a bateria descarregada. Quando o carro conseguir ligar, devemos remover os cabos o mais rápido possível, começando com o negativo, como já foi dito acima. Lembre-se que é melhor fazer devagar com segurança, do que arriscar sua vida! Deixe agora seu carro ligado por 15 minutos, para que o alternador possa carregar novamente sua bateria, acelere quando preciso.

Depois disso é só ficar atento com o uso da sua bateria, evitando deixar as coisas ligadas enquanto o carro está desligado, e manter sempre seu motor na ativa!

Gostou do artigo? Então fique em nossa página pois temos inúmeros outros artigos sobre o mundo dos carros. Até a próxima!

Deixe sua mensagem

Your email address will not be published. Required fields are marked *