Como trocar de marcha corretamente

Quando dirigimos, trocamos de marcha como se fosse algo automático, muito comum e simples. Entretanto, muitas vezes fazemos essa troca no momento errado, e isso pode fazer com que o carro faça mais força e gaste um pouco mais de combustível do que o necessário. Por isso, trocar de marcha na hora certa é sinônimo de economia, o que é vantajoso para todos nós.

Fazer essa troca no momento exato é muito simples, e estaremos te mostrando aqui algumas dicas de como você pode fazê-la. Vamos ao que interessa:

Precisamos lembrar que todo o processo fica muito mais fácil caso seu carro possua um conta giros, pois cada motor tem uma quantidade de giros que é considerada o limite para se trocar cada uma das marchas. Nesse artigo não mostraremos como fazer a relação do motor com conta giros pois envolve algumas contas um pouco difíceis de fazer para algumas pessoas, e também porque não são todos os carros que possuem um conta giros.

Logo, mostraremos aqui como fazer essa troca através das velocidades do carro. Cada marcha possui uma velocidade correta para ser trocada, tanto de maneira ascendente, ou seja, subir de marcha, como de forma descendente, descer de marcha.

Quando trocar a marcha do carro

Devemos saber que a primeira marcha é usada somente para que o carro possa entrar em movimento, logo, a troca para a segunda marcha deve ser feito o mais breve possível, normalmente entre 10km/h e 20km/h, não arranque com essa marcha e nem “estique” ela, tudo isso é prejudicial para o motor do carro e pode gastar muito mais combustível do que o necessário.

A velocidade ideal para engatar a terceira marcha é entre 30km/h e 40km/h, ao passar disso, já se torna um ato prejudicial ao automóvel. A terceira pode ser esticada até no máximo 50km/h, após isso troque para a quarta marcha.

Agora, a velocidade para engatar a quinta marcha é muito variável e pode depender do ambiente que você está, urbano ou estrada, lembrando que caso você esteja na estrada, a quarta marcha pode ser esticada até uma velocidade um pouco mais alta.

É bom deixar claro que esta troca feita a partir das velocidades está padronizada, logo, ela pode variar de acordo com o carro usado, por isso, a troca feito por rotações, com o auxílio de um conta giros, é a mais recomendada.

troca de marchas no tempo certo

Você sabe a hora de trocar de marcha? Então aprenda a trocar no tempo certo

Reduções

A troca para voltar as marchas é idêntica, apenas tome cuidado no momento de frear, para evitar acidentes. Ao chegar aos 50km/h pode voltar para a quarta marcha. O mesmo processo se segue para voltar para a terceira marcha, ao chegar aos 35km/h. Para a segunda marcha é necessário reduzir até aproximadamente 20km/h, e dessa forma, reduzir a velocidade até que o carro pare.

Com o tempo, o seu ouvido se acostuma com o barulho que o motor faz quando é necessário a troca de marcha, e com isso, você não precisará  nem de um conta giros e nem de controle de velocidade, sem falar que essa é a maneira mais precisa de fazer uma troca de marcha, “sentindo” o motor do seu carro.

Gostou do artigo? Então fique em nossa página pois temos inúmeros outros artigos sobre o mundo dos carros. Até a próxima!

Deixe sua mensagem

Your email address will not be published. Required fields are marked *