Carro movido a água funciona? E o kit hidrogênio?

No ano de 2015, mais um vídeo viralizou na internet. Este vídeo conta a história de um homem brasileiro que conseguiu montar um sistema em seu carro, e que esse sistema permitia que ele andasse por mais de 1000 Km com apenas um litro de água!

Não é a primeira vez que alguém tenta fazer um motor movido a água, porém, em todas as outras vezes, os autores falharam em suas tentativas. Será que este homem conseguiu fazer este sistema funcionar, ou será mais um fracasso? Vamos descobrir:

O Motor

O suposto motor movido a água funcionaria através da eletrólise da água, que faz com que o hidrogênio seja separado do oxigênio através de uma corrente elétrica. O problema deste sistema é que a energia gasta para se quebrar as moléculas de água em gás hidrogênio é muito maior do que a energia que será gerada para o motor funcionar, já que não é possível gerar uma energia maior do que aquela aplicada, que é o que nos diz a lei física da conservação de energia, e nenhum sistema é 100% eficiente. Logo, toda essa teoria foi por água abaixo.

Devemos lembrar que este homem não foi o primeiro a ter essa ideia de eletrolisar a água. Em 9 de maio de 1976, já havia um homem chamado Fernando Mariano que testou um motor com o mesmo sistema, contudo, assim como seu novo companheiro, sem sucesso.

Kit de Hidrogênio

kit hidrogenio

Projetos e kits hidrogênio são vendidos no Mercado Livre

Juntamente com a notícia dos motores movidos a água através de energia produzida pelo hidrogênio, surgiram os kits de hidrogênio, algo muito parecido com o suposto dispositivo que o homem do estado do Espírito Santo teria inventado. Os kits estavam sendo vendidos de forma online, por mais de 2000 reais. Um valor realmente absurdo, e pior, por algo que infelizmente não funciona.

Após realizados alguns testes com os famigerados kits, que armazenavam água e tinham a promessa de fazer a quebra das moléculas e usar o hidrogênio como fonte de energia, concluiu-se que não é economizado nem uma gota sequer de combustível.

Até hoje, profissionais do ramo estudam mais e mais para encontrar alternativas para que o consumo de combustível possa diminuir. Alguns pesquisadores cogitam usar água juntamente com boro, porém a cada 45 litros de água usados são consumidos 18 quilogramas do minério, algo que torna essa tese inviável atualmente, mas não impossível. Entretanto, motores movidos a água ainda não foram inventados. Ainda.

Como funciona o kit hidrogênio?

O kit de hidrogênio contém uma mistura de água e sal no seu interior, que é quebrada para se obter as moléculas de hidrogênio através da eletrólise da água. Isso faz com que haja economia de combustível no carro, pois a queima do hidrogênio gera energia. Basicamente é isso que um kit de hidrogênio faz, economiza combustível através da energia liberada pelo hidrogênio.

Porém, não é algo assim tão simples. Existem várias especulações sobre o funcionamento desse kit, pois se fosse tão fácil assim economizar combustível, não existiriam mais postos de gasolina e as montadoras usariam os recursos como argumento para vender mais carros, não é mesmo? Não há nada para comprovar o funcionamento do kit, apenas opiniões, positivas e negativas, de diferentes pessoas que compraram e usaram.

Vale lembrar que o kit está sendo comercializado por um valor entre R$ 2.000,00 e R$ 4.000,00, um valor bem alto para algo que tem a possibilidade de não funcionar.

Aqui está a declaração de um usuário do kit de hidrogênio que retiramos do site Reclame Aqui:

“Boa tarde, dia 23 de Dezembro de 2015 adquiri um kit desta empresa para colocar no carro de um cliente, o mesmo pagou R$ 2.990,00, no dia 28 reclamamos que o kit não estava funcionando, como a empresa voltou a funcionar no dia 04/01/2016 fui até a empresa para trocar inicialmente o EFIE que veio errado e sem funcionar, o aparelho foi instalado em uma captiva o cliente rodou aproximadamente 1000 km com 17 Amperes, 18 Amperes e depois disto o liquido foi ficando amarelado, sedimentando alguns resíduos no fundo do Kit, ligamos para a empresa que promete que a solução nunca fica amarela e disseram ser normal, mais a amperagem caiu de 18 Amperes para 6 Amperes entramos em contato com a empresa diversas vezes, conversei com o Sr Gabriel e a Srta. Nataly, ambos se negaram a ressarcir o valor gasto pelo meu cliente, eu já ressarci meu cliente por ter idoneidade, já enviei mais de 20 e-mails a Global, já fui ao local e os mesmos se recusaram a atender o prazo estipulado pelo CDC, quer dizer, a empresa não está respeitando a legislação Brasileira, inclusive a mesma não fornece nota fiscal do produto e sim um contrato de compra e venda, vender produtos SEM NOTA FISCAL É [editado pelo Reclame Aqui]”

Por outro lado, temos aqui algumas declarações do professor Sebastião Alberto de Oliveira, do Departamento de Agronomia da Universidade de Brasília (UnB):

“O consumo foi medido numa situação irreal. Na cidade conseguia 35% de economia. Na estrada, dependia do trecho.”

“Usei o sistema na picape por quatro anos. Tive problemas. Ao demonstrar para um colega no pátio da UnB, esqueci o gerador ligado. Ao voltar para ligar o carro, explodiu toda a parte de cima do sistema de ar.”

“O manuseio exige conhecimento científico e experiência. Em meu laboratório, houve duas explosões.”

Este é apenas um artigo informativo, esperamos que você possa estudar este caso com muito cuidado, e tirar suas próprias conclusões para aquilo que irá te favorecer mais.

Gostou do artigo? Então fique em nossa página pois temos inúmeros outros artigos sobre o mundo dos carros. Até a próxima!

 

Deixe sua mensagem

Your email address will not be published. Required fields are marked *